Minha foto
Paulista, Pernambuco, Brazil
As vezes sou poeta. As vezes sou poesia. Folhas ao vento que viajam em pensamento. As vezes sou um sorriso e um olhar. Sou perfume da essência a igualar. As vezes sou a gota d’água que faz toda uma diferença. As vezes sou menino, as vezes sou homem. As vezes sou livre! Quero ser eu de mim mesmo. As vezes nem existo!

11 de janeiro de 2010

Teus Olhos



Teus olhos mostram-me um caminho que não estava no meu roteiro.
Apontam-me para uma região cujo nome eu não conheço, convida-me para uma festa cujo convite Eu não tenho.

Não me olhas assim!

Teus olhos me fazem promessas.
Tu iras cumpri-las?
Teu coração vai concordar com as promessas dos teus olhos?

Quero lhe dizer uma coisa em linguagem muito louca, não de boca para ouvidos, mas de boca para boca.

Ha mas amor nos olhos de quem chora, do que na boca de quem diz.
Pergunte a serena lua, até as pedras da rua se eu gosto ou não de você.


Delicadamente Te Amo!

Nidia Martins.


Um comentário:

sarah disse...

belissimo pois um simples olhar pode diz muinto!!!!!