Minha foto
Paulista, Pernambuco, Brazil
As vezes sou poeta. As vezes sou poesia. Folhas ao vento que viajam em pensamento. As vezes sou um sorriso e um olhar. Sou perfume da essência a igualar. As vezes sou a gota d’água que faz toda uma diferença. As vezes sou menino, as vezes sou homem. As vezes sou livre! Quero ser eu de mim mesmo. As vezes nem existo!

10 de março de 2011

Branquela



Linda branquela que pude por duas vezes esbarrar,
Bela és, e o teu olhar me faz lembrar do nada.

O sorriso dos teus lábios fez-me encantar,
Andas sem nada perceber que teu sorriso encanta sem saber.

Apaixonei-me por teu lindo olhar,
A expressão do teu rosto me faz pensar que na vida nada há.

Andas faceira de óculos escuros escondendo o rosto,
Sem notar que teu sorriso faz arrasar.

Um sorriso e um olhar que sinto jamais encontrar,
Só me resta a lembrança que ficará nos meus pensamentos.
Sempre levarei o teu sorriso em meu olhar.

Faceira banquela do sorriso encantador.

Glebson  Lima

2 comentários:

sarah disse...

o sorriso especial em
bjjs belo como sempre me
fik com Deus
abraço

MahH Anjos disse...

olá...
Belo blog, Belos Poemas...
Te achei no blog de minha amiga Priscila Marfori...

Já te sigo, se puder me siga também...
bejoos