Minha foto
Paulista, Pernambuco, Brazil
As vezes sou poeta. As vezes sou poesia. Folhas ao vento que viajam em pensamento. As vezes sou um sorriso e um olhar. Sou perfume da essência a igualar. As vezes sou a gota d’água que faz toda uma diferença. As vezes sou menino, as vezes sou homem. As vezes sou livre! Quero ser eu de mim mesmo. As vezes nem existo!

8 de fevereiro de 2011

Chorei lágrimas



Essa noite andei sobre passos cautelosos,
E regressei.

Senti um aperto no peito,
Parei e tentei fingir que nada havia acontecido.

Foi mas forte que eu e não pude controlar,
A dor era algo muito forte, eu tinha que compartilhar.

O fiz, e chorei lágrimas,
Ajoelhei-me e não pude dizer uma palavra,
Só lágrimas.

Um som não se ouviu,
Apenas o som das lágrimas.

Glebson Lima

3 comentários:

sarah disse...

as vezes lágrimas e melhor que palavras beijos

F@bio Roch@ disse...

As lágrimas levam com elas , às vezes, nossas dores e nossas mágoas.

ABRAÇO AMIGO!!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Um momento compenetrado,amigo. E não se envergonhe disso.A propósito parabéns por assumir que chorou e que chora.Eu também assumo sempre. Um abraoão