Minha foto
Paulista, Pernambuco, Brazil
As vezes sou poeta. As vezes sou poesia. Folhas ao vento que viajam em pensamento. As vezes sou um sorriso e um olhar. Sou perfume da essência a igualar. As vezes sou a gota d’água que faz toda uma diferença. As vezes sou menino, as vezes sou homem. As vezes sou livre! Quero ser eu de mim mesmo. As vezes nem existo!

22 de fevereiro de 2011

Que me ama



De repente um alguém que passou,
Fixou seus pés em meu coração.

Simpático moço e de bom coração,
Fez-se marca no meu coração.

Ás vezes estúpido e grosso,
Deixa-me triste.
Ele sabe bem!

Mesmo assim me ama.

Ama-me como ninguém jamais me amou,
Sinto num abraço que só a ele pertence.

Quando o envolvo no meu laço
Apertado que só ele sabe como é.

Sinto seu amor em cada abraço
 Apertado dos meus braços que lhe dou.

Sim, ele me ama!

O meu amor supera barreiras e fronteiras,
Ele sente quando o abraço.

Não tenho dúvidas ele me ama,
O meu amor é maior que o dele.

O amo sem medo e sem receio,
Quero sempre junto a mim.

Fiel e leal meu amor é maior em você.

Eu tenho um amigo que me ama.
Que me ama!

Glebson Lima

2 comentários:

sarah disse...

COISA MAIS LINDA!!!!
BELISSIMO VC E D+++
BJJS

Jeania Lima disse...

Como é bom ter amigos pra repartir a vida, fazer versos e rimas, e amar...