Minha foto
Paulista, Pernambuco, Brazil
As vezes sou poeta. As vezes sou poesia. Folhas ao vento que viajam em pensamento. As vezes sou um sorriso e um olhar. Sou perfume da essência a igualar. As vezes sou a gota d’água que faz toda uma diferença. As vezes sou menino, as vezes sou homem. As vezes sou livre! Quero ser eu de mim mesmo. As vezes nem existo!

4 de novembro de 2010

Minhas Dores


Sou um poeta lascado e ferrado preso num mundo insã 

Que não entende a dor de um homem 
No rosto um sorriso estampado, na alma um coração deslacerado. 

Fico triste junto contigo, 
não precisa. 
Deixa eu e a poesia falar de amor, tristeza, dor e solidão. 

Solidão? 
Eu estou sempre com você 
Estou! 

A solidão é visível aos olhos de quem a quer enxergar 
Te ver vai além do que a tua aparência 
Ninguém ver como eu enxergo. 

Chega não quero mais, é dor é sofrer. 
Vou-me tenho que viver com a sina de um poeta e sofrer calado.

Glebson Lima

7 comentários:

Anônimo disse...

Bons trabalhos, Glebson!Repito, que você tem talento para expressar seus sentimentos e emoções em palavras! Teu espaço está de muito bom gosto! Continue, continue sempre! Um abraço! Sucessos e bençãos!!!

MichelleM. disse...

Olá! Querido,é muito bom vir aqui,está tudo muito lindo...
bjos!!!

Guará Matos disse...

Beleza mesmo.
Mas a tristeza passa igual água no rio.
Abraços.

Poetíssima disse...

Tudo passa!
Reforcinho POSITIVO:

POST sim, post tudo o que você tiver vontade! Com ou sem comentários, se vão achar legal ou não! O BLoG É SEU! Não deprima... você é arte! 'Faz parte do SEU show'.. meu amor!

As essências das emoções disse...

És um lindo poeta, e de tuas lascas brotam lindas poesias querido, beijinhos com minhas essências.

claudete disse...

Um poeta não se cria...Nasce e ponto!O que vale é a essência dos seus verso, as palavras utilizadas...burilam-se , é necessário, continua pois haverá instante em que você será sua própria poesia , tente portanto ser o melhor de você.Abraços.

Daniel Savio disse...

Mas o poeta sempre enxerga um detalhe que muda tudo, e com isto acaba fazendo que os outros também vejam a maravilha do mundo...

E bom poema.

Fique com Deus, menino Glebson Lima.
Um abraço.